Estudos de Helena e pesquisa

Aqui vão algumas imagens com estudos das personagens de Helena e seus figurinos. Além do ano, 1850, Machado nos dá algumas pistas dos figurinos em seus comentários durante a obra, como o chapéu-de-chile que o Estácio usa, que nada mais é que o bom e velho chapéu panamá, mas naquela época o modelo era diferente (Santos Dumont usava um parecido). Os figurinos femininos têm muitos detalhes e existem vários sites onde se podem encontrar diversos modelos. Mas não basta pegar os vestidos, temos que cruzar as informações porque aqui, no Brasil, havia algumas diferenças nestes por causa do clima, entre outras coisas. As roupas eram mais leves e certas peças nem se usavam por aqui. Havia também uma defasagem na moda de um país para o outro; Paris e Londres ditavam a moda e costumes, tudo era copiado de lá. Para os pobres então, a defasagem do figurino chegava a ter quase dez anos de diferença. Podemos dizer que Helena e Eugênia tinham a possibilidade de estar na moda por suas condições financeiras. Os penteados são os que mais estão em harmonia com os países estrangeiros – afinal, era mais barato arrumar o cabelo que fazer vestidos novos.


Esta entrada foi publicada em Dicas de Produção de Mangá, Produção. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

9 respostas a Estudos de Helena e pesquisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *