Destino Cativo / Wanted – Matsuri Hino

Os primeiros volumes de Destino Cativo e Wanted nos trazem, além dessas séries, um conjunto de pequenas histórias do início da carreira da mangaká. Optamos por falar das duas séries para que o leitor possa fazer certas comparações entre elas.
Matsuri Hino escreve histórias leves e isso, ela faz muito bem. Tanto em Destino Cativo como em Wanted, ela consegue manter um ritmo de humor suave, embora o primeiro o enfoque com mais força, pois Wanted se destaca mais pela aventura. Suas angulações de cena são boas e bem escolhidas. O interessante é observar que a diagramação de cada série sofre alterações de acordo com o conteúdo: em Destino Cativo temos uma diagramação aberta, porém mais comportada, sem grandes cortes e angulações, já em Wanted temos todas as posições de câmera utilizadas em situações de ação, ou seja, a desenhista sabe escolher muito bem a diagramação de acordo com o conteúdo.
No quesito traço, notamos uma mudança que não pode se chamar exatamente de “evolução”, pois se, em alguns aspectos, a arte dela tornou-se mais fluída, em outros perdeu em certos detalhes, como ocorreu no trabalho dos olhos, por exemplo (coisa que, muitas vezes, acontece pelo tempo limitado que força a mangaká a simplificar sua arte para render melhor!).
Matsuri sabe aplicar retículas, mas notamos cenas um pouco carregadas e isto se tornou uma marca técnica dela nesses primeiros trabalhos.
O conjunto do trabalho de Matsuri é muito bom para estudos de enquadramento e utilização de ângulos, assim como para observar a aplicação de cenários.


Esta entrada foi publicada em Análise Técnica. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Destino Cativo / Wanted – Matsuri Hino

  1. Gabi L disse:

    Bom dia meninas do studio seasons,
    Primeiramente eu gostaria de parabenizá-las, principalmente por esta parte do blog, eu realmente gostei muito. Dos titulos que analizaram por aqui só conheco uns dois, e fiquei curiosa para ver os demais. É ótimo podermos ter acesso à postura critica de profissionais.
    Eu acho o traço da Matsuri muito lindo em Merupuri. As outras obras eu nao conheço e Vampire Knight eu comprei os dois primeiros apenas, e apesar do traço a historia não me cativou (e eu tenho visto umas ilustrações recentes da série na internet e eu notei uma ligeira mudança no traço, me pareceu mais simplificado, sei lá se foi apenas impressão…). Foi-se a época que eu comprava mangás somente pelo traço… Hoje em dia eu acabo prestando mais atenção no roteiro do que na arte propriamente dita. Se me permitirem, gostaria de sugerir um título para uma proxima analise: Fruits basket. Nesta obra, oque me chamou a atenção primeiramente foi o roteiro, pois nos primeiros mangás eu me sentia incomodada com o traço(opinião pessoal). E como é uma série longa a gente pode acompanhar muitas mudanças. Por isso eu gostaria de ler uma opinião profissional sobre este titulo. Obrigada e continuarei acompanhando o blog. beijos

  2. Olá Gabi!
    Que bom que gostou das análises técnicas. Elas foram focadas para o pessoal que pretende estudar mangá, mas podem ser lidas por qualquer pessoa que esteja a fim de observar um trabalho mais a fundo. Sua sugestão foi anotada e assim que tivermos oportunidade estaremos comentando sobre esse trabalho.

    Obrigada. ^_____^

  3. andressa disse:

    pelo que eu li aqui!A historia deve ser linda tó ancioza para ler!quero ver!!!:]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *